Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Nadador medalhista olímpico salva homem que estava se afogando na Itália

Demétrio Vecchioli

09/07/2019 11h11

Filippo Magnini (AFP)

Andrea Benedetto foi longe demais na comemoração do seu casamento e quase deixou o marido viúvo dois dias depois de trocar alianças. O italiano de 45 anos se afogou no mar da Sardenha, região turística da Itália, e só não morreu porque na mesma praia estava um dos maiores nomes da natação daquele país: Filippo Magnini.

LEIA MAIS:

+ Aos 46 anos, Scheidt está classificado para sua sétima Olimpíada

+ Olímpico, vítima de nocaute mais rápido do UFC é recordista em finalizações

+ Medalhista da Rio-2016 é condenado a mais de 4 anos de prisão por tráfico

Ex-campeão mundial, Magnini mergulhou depois que amigos de Benedetto o viram se afogando e começaram a gritar, chamando atenção dos banhistas na praia de Cala Sinzias, a leste de Cagliari. O nadador correu para o mar evitou uma tragédia.

"Eu apenas fiz o que tinha que fazer", disse o nadador, depois. O feito tornou-se público porque foi testemunhado por um repórter da BBC, Soroush Pakzad. Segundo esse repórter, Benedetto e o marido, que haviam se casado dois dias antes em Cagliari, estavam boiando em um unicórnio inflável, que virou. A água estava fria e Benedetto, por uma questão médica não especificada pela BBC, não conseguiu se mover. 

"O banhista estava com muitos problemas: ele estava bastante assustado, realimente paralisado e engoliu um pouco da água do mar. Quando cheguei a ele, ele nem sequer conseguia falar, e não foi fácil levantá-lo para a jangada (dos salva-vidas). Então o colocamos em um colchão de ar que alguns outros banhistas tinham nas proximidades", explicou Magnini ao Corriere dello Sport, da Itália.

O agora ex-nadador é uma celebridade na Itália. Não apenas porque foi campeão mundial dos 100m livre em 2005 e 2007 e medalhista de bronze do 4x200m livre em Atenas-2004, mas principalmente por sua vida amorosa. Teve uma relacionamento longo e conturbado com a campeã olímpica Federica Pellegrini, que deixou o também nadador olímpico Luca Marin para ficar com Magnini, o que causou enorme repercussão. Os dois terminaram em 2013, mas foi nele o primeiro abraço depois que ela se sagrou campeã mundial em 2017. 

Agora, Magnini, que se aposentou no final de 2017,  namora a não menos famosa apresentadora de televisão Giorgia Palmas, 1,6 milhão de seguidores no Instagram. Era com ela que ele passava férias na paradisíaca praia onde salvou a vida de Benedetto.

Ver essa foto no Instagram

 

FINALMENTE !!

Uma publicação compartilhada por Filippo Magnini (@filomagno82) em

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.