Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Ana Marcela, Bia, Nathalie, Nory, Medina e Isaquias disputam prêmio do COB

Demétrio Vecchioli

01/11/2019 16h22

O ano de 2019 tem sido de glórias para o esporte olímpico brasileiro. Prova disso é que cinco dos indicados aos prêmios de Atleta do Ano no Prêmio Brasil Olímpico foram campeões mundiais em suas categorias: Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Beatriz Ferreira (boxe), Nathalie Moellhausen (esgrima), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade) e Arthur Nory (ginástica artística). A exceção é Gabriel Medina, que foi campeão do circuito mundial de surfe 2018 depois da votação do ano passado. 

Os vencedores serão anunciados em cerimônia marcada para o dia 10 de dezembro, na Cidade das Artes, no Rio. No mesmo evento, o COB também vai premiar os vencedores em cada umas das 56 modalidades olímpicas, cujos nomes já foram revelados hoje, e os ganhadores do Atleta da Torcida, que terá votação pela internet – as indicações serão reveladas no próximo dia 10 de novembro.

Por fim, a cerimônia também vai homenagear seis ex-atletas que foram escolhidos em junho para o Hall da Fama do COB: Magic Paula (basquete), Joaquim Cruz (atletismo) e os já falecidos Guilherme Paraense (tiro), João do Pulo (atletismo), Maria Lenk (natação) e Sylvio de Magalhães Padilha (atletismo, ex-presidente do comitê). Hortência (basquete), Chiaki Ishii (judô), Bernardinho e Zé Roberto (vôlei) foram homenageados durante o ano.

 

Entre os finalistas do Atleta do Ano, Ana Marcela busca o tricampeonato, depois de vencer em 2016 e 2018. No ano, ela foi só quinta colocada na distância olímpica de 10km no Mundial, mas venceu cinco etapas do Circuito Mundial e ganhou ouro nos Jogos Mundiais Militares, nos Jogos Mundiais e Praia e nos Jogos Pan-Americanos.

Ela concorre contra as esteantes Bia Ferreira, campeã mundial de boxe, e Nathalie Moellhausen, campeã mundial de esgrima. Entre as duas, Bia foi quem teve temporada mais regular, chegando ao pódio de todas as competições que disputou, incluindo o ouro no Pan e a prata nos Jogos Mundiais Militares. Nathalie foi bronze no Pan,

No masculino, Arthur Nory chega entre os finalistas depois de ter sido campeão mundial na barra fixa no Mundial de Ginástica Artística. Gabriel Medina estará no Havaí durante a premiação, lutando não apenas pelo título do circuito mundial como pela vaga olímpica, que ele disputa contra Ítalo Ferreira, líder do ranking, e Filipe Toledo, quarto colocado. Já Isaquias Queiroz busca o tetra, depois de vencer em 2015, 2016 e 2018. Neste ano, seu trunfo é ter sido pela primeira vez campeão mundial do C1 1.000m, distância olímpica. No C2 1.000m, foi bronze com Erlon Silva. 

Conheça os vencedores em cada modalidade do Prêmio Brasil Olímpico 2019:

Atletismo: Darlan Romani
Badminton: Ygor Coelho
Basquete 5X5: Erika Souza
Basquete 3X3: Jefferson Socas
Beisebol: Rodrigo Takahashi
Boxe: Beatriz Ferreira
Canoagem Slalom: Ana Satila
Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz
Ciclismo BMX Freestyle: Cauan Madona
Ciclismo BMX Racing: Paôla Reis
Ciclismo Estrada: Magno Nazaret
Ciclismo Mountain Bike: Henrique Avancini
Ciclismo Pista: Daniela Lionço – Wellyda Rodrigues
Desportos Na Neve: Michel Macedo
Desportos No Gelo: Nicole Silveira
Escalada Esportiva: Cesar Grosso
Esgrima: Nathalie Moellhausen
Futebol: Alisson Becker
Ginástica Artística: Arthur Nory
Ginástica Rítmica: Bárbara Domingos
Ginástica Trampolim: Camilla Gomes
Golfe: Alexandre Rocha
Handebol: Eduarda Amorim
Hipismo Adestramento: João Paulo dos Santos
Hipismo CCE: Carlos Eduardo Parro
Hipismo Saltos: Marlon Zanotelli
Hóquei Sobre Grama e Indoor: Mayara Eiko Ugochi Fedrizzi
Judô: Mayra Aguiar
Karatê: Valéria Kumizaki
Levantamento de Pesos: Fernando Reis
Maratona Aquática: Ana Marcela Cunha
Nado Artístico: Luisa Borges
Natação: Bruno Fratus
Pentatlo Moderno: Iêda Guimarães
Polo Aquático: Gustavo Guimarães
Remo: Pau Vela Maggi – Xavier Vela Maggi
Rugby: Rafaela Zanellato
Saltos Ornamentais: Isaac Souza – Kaique Kauan De Morais Alves
Skate: Pamela Rosa
Softbol: Mayra Sayumi Akamine
Surf: Gabriel Medina
Taekwondo: Milena Titoneli
Tênis: João Menezes
Tênis de Mesa: Hugo Calderano
Tiro com Arco: Marcus Vinicius D'Almeida
Tiro Esportivo: Leonardo Lustoza
Triathlon: Luisa Baptista
Vela: Kahena Kunze – Martine Grael
Vôlei de Praia: Agatha Rippel – Eduarda Lisboa
Voleibol: Bruno Rezende
Wrestling: Lais Nunes

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.

Blog Olhar olímpico