Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Homenagem do COB vai marcar reencontro de Bernardinho e Zé Roberto

Demétrio Vecchioli

15/10/2019 13h04

Imagem: Jorge Bevilacqua/Folhapress/Celso Pupo/Folhapress

Menos de um mês depois de uma declaração de Bernadinho voltar a dar visibilidade à inimizade dele com José Roberto Guimarães, os dois treinadores serão homenageados em cerimônia única pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Os dois mais vitoriosos técnicos da modalidade vão entrar juntos no Hall da Fama do COB.

A inclusão dos dois na mesma turma do novo Hall da Fama foi uma coincidência, de acordo com o COB. O comitê recebeu 23 indicações, de 17 pessoas elegíveis para entrar no seleto grupo. Uma comissão de sete pessoas, incluindo três atletas e quatro membros do Conselho de Administração do COB, teve direito a voto. Os indicados com mais de 75% foram sendo destacados até que 10 fossem apontados.

LEIA MAIS:

+ Rixa entre Zé Roberto e Bernardinho não tem mocinho nem vilão

+ 'Um homem. É f…': Bernardinho questiona lance de Tifanny e se desculpa

O COB, como é de costume em comissões avaliadoras assim, não tornou público como exatamente se deu a votação, apenas apresentou em junho uma lista com 10 nomes nos quais Bernardinho e Zé Roberto estavam incluídos. No fim de 2018, o Hall da Fama foi aberto com Sandra Pires, Jackie Silva (vôlei de praia), Torben Grael (vela) e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo).

Eles foram homenageados durante o Prêmio Brasil Olímpico, deixando mãos ou pés em formas de gesso, que ficam expostas no Parque Aquático Maria Lenk. Para poder manter uma agenda de eventos espalhados durante o ano, o COB decidiu fazer diversas cerimônias em 2019 para homenagear os 10 escolhidos. Chiaki Ishii (judô) e Hortência (basquete) já deixaram suas mãos nas placas do Hall, em eventos individuais. Magic Paula, com quem Hortência rivalizou durante boa parte da carreira (as duas têm ótima relação), terá sua cerimônia própria, também. 

No caso dos treinadores de vôlei, a homenagem será em um evento só, na próxima segunda-feira (21), durante lançamento da Superliga da Vôlei. A cerimônia vai acontecer no Hangar da Gol, ao lado do aeroporto de Congonhas. A companhia aérea, que recentemente renovou patrocínio à CBV, não é patrocinadora do COB.

Até o fim do ano também deverão ser homenageados Magic Paula, Joaquim Cruz (atletismo, mora nos EUA) e os já falecidos Guilherme Paraense (tiro), João do Pulo (atletismo), Maria Lenk (natação) e Sylvio de Magalhães Padilha (atletismo, ex-presidente do COB). 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.

Blog Olhar olímpico