Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Covas envia adjunto para encontrar Slater e tentar piscina de ondas em SP

Demétrio Vecchioli

22/09/2019 04h00

Gabriel Medina vence no Surf Ranch (Sean M. Haffey/Getty Images/AFP)

Concluída a concessão do complexo esportivo do Pacaembu à iniciativa privada, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), já iniciou sua próxima cartada no esporte e enviou seu secretário adjunto de Esporte aos Estados Unidos com a missão de se encontrar com Kelly Slater, ícone do surfe mundial, e abrir negociações para a construção de uma piscina de ondas artificiais na capital paulista. Covas quer transformar São Paulo na "capital brasileira do surfe", de acordo com o adjunto, Thiago Lobo.

"O prefeito Bruno Covas nos orientou a procurar [Kelly Slater] porque a cidade de São Paulo é a cidade de todos os esportes. Você estão vendo que no meio da plantação de milho pode ter onda. O mercado do surfe na cidade de São Paulo é enorme. Esporte em todo lugar, tem espaço na cidade e a gente quer fazer. Prefeito, estamos aqui representando o senhor", disse Lobo, em vídeo publicado por ele no Instagram.

LEIA MAIS:

+ Prefeitura de SP pagou R$ 1,7 mi a agência para ter Mundial de Skate

+ Pacaembu deve ficar fechado por 24 meses para reformas

+ Mundial de Skate usou entidade laranja para tentar captar recursos públicos

Filho de um dos fundadores do PSDB ao lado de Mario Covas (avô do prefeito de São Paulo), Thiago Lobo recebeu o apoio de Bruno Covas ao se candidatar para deputado estadual em 2018 e, passado o pleito, foi chamado para ser secretário-adjunto de Esporte. No cargo, articulou para que a prefeitura patrocinasse a realização do Mundial de Skate Street, que acontece este fim de semana no Anhembi, com um investimento de R$ 1,7 milhão. Ele é irmão da diretora de comunicação da Confederação Brasileira de Skate (CBSk).

Em meio ao Mundial, viajou para um "bate-volta" até Lemoore, na Califórnia, onde fica o Surf Ranch, uma fazenda onde Kelly Slater construiu uma piscina de ondas artificiais. De acordo com Thiago, a viagem aconteceu a convite da World Surf League (WSL), que realizou etapa lá, encerrada no sábado (21) com vitória de Gabriel Medina.

"Mais do que acompanhar a etapa do Mundial de Surfe eu vim falar com o Kelly Slater, conhecer a tecnologia da onda e ver se São Paulo comporta", explica Thiago no vídeo. Em determinado trecho da gravação, ele aparece conversando com Slater e perguntando se o Surf Ranch em São Paulo é possível. "Você que me diz, cara. Vamos fazer acontecer", responde o surfista.

Na legenda da postagem, Lobo diz que também teria agenda "com atletas e especialmente patrocinadores e investidores que têm interesse em estar em São Paulo com produto semelhante" e que Slater "se colocou à disposição para buscar investidores para operação na nossa cidade".

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.