Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Kipchoge fará nova tentativa de correr maratona abaixo de 2 horas

Demétrio Vecchioli

2006-05-20T19:13:54

06/05/2019 13h54

Eliud Kipchoge e o bilionário Jim Ratcliffe, no lançamento do 1:59 Chalenge

Principal nome do atletismo na atualidade, o queniano Eliud Kipchoge fará uma nova tentativa controlada de quebrar a barreira das duas horas na maratona. Entre setembro e outubro, em data a ser definida pela meteorologia, o campeão olímpico vai ser a estrela do INEOS 1:59 Challenge, desafio que leva o nome do principal patrocinador/mecenas do evento, a INEOS.

+ Witzel assina decreto e evita fechar Parque Olímpico por falta de alvará
+ Organizadores erram medição e maratona ganha 460 metros a mais

Assim como aconteceu em 2017, quando Kipchoge foi contratado pela Nike para o desafio Breaking2, novamente a ideia é oferecer um ambiente controlado para o astro atingir um feito histórico para o esporte. Há anos discute-se a capacidade do homem de superar a barreira das duas horas na maratona. Kipchoge quer provar que é possível.

Há dois anos, no Circuito de Monza, na Itália, Kipchoge completou o trajeto da maratona em 2 horas e 25 segundos, ficando, portanto, a 26 segundos de conseguir o feito histórico. A marca não é considerada para fins de recorde mundial porque a prova ocorreu em circuito fechado, sem permitir inscrições de competidores. Não era uma maratona comum.

Agora, a ideia é repetir o modelo, em um projeto financiado pela INEOS, empresa de Sir Jim Ratcliffe, homem mais rico da Grã-Bretanha e que agora tem assumido papel de mecenas do esporte – ele recentemente anunciou que vai bancar a mais famosa equipe de ciclismo do mundo, que perdeu o patrocínio da Sky. 

De acordo com Ratcliffe, o local exato da tentativa ainda não foi definido, com diversas opções sendo estudadas e a expectativa de atrair "dezenas de milhares" de espectadores. O desafio deve ocorrer entre o fim de setembro e o início de outubro, com transmissão pela tevê e pela internet. 

 

Os grandes maratonistas, como Kipchoge, costumam correr apenas duas provas por ano. No ano passado, o queniano esteve em Londres e em Berlim, onde estabeleceu o novo recorde mundial: 2h01min39. Há duas semanas, em Londres, se aproximou dessa marca, assumindo também o segundo lugar do ranking de todos os tempos. Mas, com o 1:59 Challenge, ele consequentemente não irá a Berlim, onde poderia novamente quebrar o recorde mundial.

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.