Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Emanuel deve deixar a ABCD para Luisa Parente e assumir o alto-rendimento

Demétrio Vecchioli

2004-05-20T19:18:12

04/05/2019 18h12

O Ministério da Cidadania decidiu, neste sábado (4), depois de mais de quatro meses completos de governo, enfim fechar a lista de indicações para os cargos de primeiro escalão na Secretaria Especial de Esporte (antigo Ministério do Esporte). Caso não haja mais nenhuma mudança – e elas já ocorreram muitas vezes nesses pouco mais de 120 dias – Emanuel Rego será secretário de Alto-Rendimento e a ex-ginasta Luisa Parente assume a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). Ela já é uma das auditorias do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJDAD). A informação, publicada inicialmente pelo jornal O Globo, foi confirmada pelo Olhar Olímpico.

O cargo que deverá ficar com Emanuel é o de maior visibilidade dentro da Secretaria Especial, porque é o alto-rendimento a pasta responsável por articular com os comitês olímpicos e paraolímpicos e com as confederações. Também é o alto-rendimento que cuida do Bolsa Atleta.

O Ministério da Cidadania chegou a nomear para o cargo o advogado Raimundo Neto, que não chegou a assumir o cargo – oficialmente, a alegação é de que ele, que é procurador do Distrito Federal, não foi autorizado pelo governador distrital Ibaneis Rocha (MDB). Neto havia sido escolhido pelo então secretário de esporte, general Marco Aurélio, e não tinha o apoio de Terra.

Depois, especulou-se que Celso Giacomini, do MBD gaúcho como o ministro, seria mantido no cargo. Quando essa parecia a escolha mais provável, Osmar Terra encaminhou a documentação para a nomeação do pastor evangélico João Manoel Souza (MDB-MA), irmão de um deputado federal pelo MDB e apadrinhado político da família Sarney. Ele seria uma indicação da bancada do Nordeste do MBD.

O problema é que Marco Aurélio já havia convidado para o cargo o ex-atleta olímpico Virgilio de Castilho. A queda de braço entre o general o ministro Osmar Terra acabou por derrubar Marco Aurélio, substituído por outro general, Décio Brasil. Duas semanas depois, enfim parece ter sido encontrada uma solução.

Emanuel Rego, que já havia assumido o cargo de secretário da ABCD, vai ser deslocado para o Alto-Rendimento. O ex-campeão olímpico é marido da senadora Leila do Vôlei, que é do PSB, partido de oposição a Jair Bolsonaro (PSL). Já a ABCD fica com Luisa Parente, que é advogada, fez história na ginástica artística e vinha atuando na área de esporte olímpico do Flamengo – Emanuel chegou a ter a mesma função, mas no Fluminense.

Além dos dois, também já foram nomeados os secretários de Futebol, o coronel Ronaldo Lima, e de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, conhecida como SNELIS. Nesta última pasta, o secretário é o ex-jogador de futebol Washington Cerdeira, o "Coração Valente".

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.