Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Americana é acusada de cortar perna de rival durante Mundial de Patinação

Demétrio Vecchioli

2021-03-20T19:18:11

21/03/2019 18h11

Norte-americana Mariah Bell, que teria causado o corte na rival (REUTERS/Issei Kato)

Duas das principais patinadoras do mundo estão no centro de uma polêmica em pleno Mundial de Patinação Artística, que começou na quarta-feira (20) em Saitama, no Japão. A norte-americana  Mariah Bell, de 22 anos, é acusada de propositalmente usar a lâmina do seu patins para causar um corte na perna da sul-coreana Lim Eun-soo, de apenas 16. As duas são colegas de treino nos Estados Unidos.

O incidente aconteceu durante o aquecimento para a apresentação do programa curto, a primeira parte da competição individual feminina. Vídeos amadores mostram Lim patinando lentamente na lateral do ringue quando Bell passa em alta-velocidade, no meio de uma simulação de sua apresentação, e levanta a perna. O movimento causou um corte na panturrilha da sul-coreana.

"Lim estava patinando lentamente na beira do rinque. Mariah Bell, que estava programada para treinar depois de Lim, de repente chutou e esfaqueou a panturrilha de Lim com sua lâmina", reclamou publicamente um porta-voz da agência que cuida da carreira da sul-coreana. "Mariah Bell não se desculpou após o incidente e continuou a ensaiar sua rotina. Acreditamos que esta não é uma situação menor, que pode acontecer em um aquecimento", continuou.

A agência pediu que a federação sul-coreana apresentasse uma queixa oficial contra Bell, em nome da patinadora. As duas são treinadas, em Los Angeles, pelo mesmo técnico. O staff da sul-coreana reclama que ela constantemente é intimidada pela colega e rival.

À agência de notícias AFP, a federação sul-coreana disse que não é possível concluir que o corte tenha sido causado propositalmente. Já a ISU, a federação internacional de patinação, afirmou que recebeu uma queixa verbal, mas não oficial, e também reforçou que não existem evidências de que a lesão teria sido causada de forma proposital. "A ISU reuniu-se com delegados dos EUA e da Coreia e pediu a ambas as partes que encontre uma solução amigável", informou a entidade, em comunicado.

Lim precisou se apresentar com um curativo no corte e, mesmo assim, terminou na frente de Bell no programa curto do Mundial. A sul-coreana avançou à próxima fase em quinto, enquanto a rival ficou em sexto. A brasileira Isadora Williams também competiu e conseguiu a última vaga no programa longo, na 24ª colocação entre 40 participantes. Foi a primeira vez que ela (ou qualquer brasileira) atinge tal feito. Até então, o melhor resultado de Isadora havia sido o 25º lugar em 2013. Nos últimos dois anos, ela ficou em 30º e 35º lugar, respectivamente.

Sul-coreana competiu com corte na perna (Nicolas Datiche / AFP)

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.