Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Ex-assessor direto de Dilma ganha cargo no Esporte com Bolsonaro

Demétrio Vecchioli

31/01/2019 18h08

Depois de prometer uma "despetização", o governo Jair Bolsonaro (PSL) nomeou um assessor direto da ex-presidente Dilma Roussef (PT) para trabalhar na Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). Douglas Szefer foi, por exemplo, o responsável por cuidar da retirada dos bens de Dilma do Palácio da Alvorada.

+ Após apagões, manutenção do Pacaembu fica 46% mais cara
+ Ex-assessor direto de Dilma ganha cargo no Esporte com Bolsonaro

Entre março de 2014 e setembro de 2017,  Szefer foi o "administrador do Palácio da Alvorada", como descreve o próprio barachel em direito em sua página no Linkedin, uma rede social de contatos profissionais. Seu cargo oficial era "assessor especial adjunto no Gabinete de Gestão e Atendimento do Gabinete Pessoal do Presidente da República", no qual ficou até setembro, cuidando da mudança da ex-presidente da Porto Alegre – viajou lá a trabalho em junho, já depois de ela deixar o poder.

Antes, durante os três primeiros anos de Dilma como presidente, ele foi diretor de Gestão Interna substituto na Presidência da República, cargo também diretamente subordinado a Dilma. Durante o governo Lula (PT),  Szefer havia trabalhado como assessor de Petrus Ananias (PT) no Ministério do Desenvolvimento Agrário.

A nomeação de Szefer para trabalhar no governo Bolsonaro consta em portaria assinada pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB) na última terça-feira (29), publicada no Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira. Assim, ele chega à secretaria Especial de Esporte na primeira leva de nomeações, que começou exatamente na terça-feira.

Como assessor da ABCD, Szefer deveria trabalhar diretamente com o futuro secretário da entidade, o ex-jogador de vôlei Emanuel Rego, que ainda não foi oficialmente nomeado – ainda que já tenha aceitado o cargo. O Olhar Olimpico apurou que foi Emanuel quem o indicou.

Na tarde desta quinta-feira (31), exatos 23 minutos depois de a reportagem questionar a assessoria de imprensa do Ministério da Cidadania sobre a nomeação de Szefer, esta respondeu que o ministro Osmar Terra, informado do histórico, determinou a exoneração imediata do assessor.  Na verdade, a nomeação foi tornada nula, já que ele ainda não havia tomado posse.

 

 

 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.