Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

General é anunciado como secretário de Esporte do governo Bolsonaro

UOL Esporte

20/12/2018 11h31

General Marco Aurélio Vieira, ao lado do ex-presidente do Comitê Organizador, Carlos Arthur Nuzman

O general Marco Aurélio Costa Vieira foi apresentado na manhã desta quinta-feira (20) como secretário nacional de Esporte do governo Jair Bolsonaro (PSL). A pasta perderá o status de ministério e passará a compor o futuro ministério da Cidadania, que engloba ainda o Desenvolvimento Social e a Cultura. O Olhar Olímpico havia adiantado a escolha de Bolsonaro pelo general três estrelas no dia 30 de novembro.

O militar se apresentou como o escolhido para o cargo em reunião do Conselho Nacional de Esporte (CNE), em Brasília, e discursou para os participantes. Ele inicialmente foi anunciado como futuro secretário pelo atual ministro, Leandro Cruz (MDB). O CNE é um conselho consultivo do Ministério do Esporte e reúne todos os principais stakeholders do esporte, entre presidentes de comitês e representantes da sociedade civil e do desporto militar.

Se pela manhã a assessoria do futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS), não confirmou a escolha, à tarde Terra usou o Twitter para anunciar seus secretários especiais: "Lelo Coimbra (Desenvolvimento Social), Marco Aurélio Vieira (Esportes) e Henrique Medeiros Pires (Cultura)". O ministro omitiu, portanto, a informação de que Marco Aurélio é um general três estrelas da reserva, indo na contramão da equipe de transição, que tem feito questão de ressaltar a patente dos escolhidos.

No dia 30 de novembro, quando Olhar Olímpico publicou em primeira mão que Marco Aurélio havia sido escolhido por Bolsonaro, Terra foi ao Twitter para negar as informações. O político gaúcho, deputado federal, era contra entregar o esporte aos militares. Preferia um civil – seu escolhido seria o atual secretário nacional de Alto-Rendimento, Luiz Celso Giacomini, também do MDB gaúcho. Não teve o pleito atendido e, ao anunciar Marco Aurélio, omitiu sua patente.

Marco Aurélio Costa Vieira comandou a área de operações dos Jogos Olímpicos do Rio, contratado pelo comitê organizador. Doutor em Ciências Militares com ênfase em Logística e Gestão, ele foi adido militar em Madri e ocupou a posição de diretor de Educação Superior do Exército entre 2009 e 2012, quando foi contratado pelo Comitê Organizador dos Jogos Rio-2016. Inicialmente, trabalhou como diretor-executivo de Operações. Depois, foi rebaixado e, na Olimpíada em si, foi responsável apenas pelo revezamento da tocha.

No início de novembro, a revista Época colocou o coronel Vieira como "possível primeira pedra no sapato" de Bolsonaro. De acordo com a revista, ele é "peça central", ao lado do general Antônio Hamilton Mourão, vice-presidente da República eleito, em um esquema fraudulento relatado em um dossiê de 1.452 páginas que sugere irregularidades na contratação pelo Exército de um Simulador de Apoio de Fogo.

Em sua página no Linkedin, rede social de networking, Vieira relata que tem "experiência em planejamento estratégico, inteligência estratégica, implantação e gestão integrada de empreendimentos, políticas públicas, segurança estratégica, segurança de infraestruturas críticas, gerenciamento de contratos e gestão de pessoal". No Linkedin, ele ainda destaca ter como especialidades: paraquedista militar, mestre de salto, mergulho autônomo, operações na selva e educação física.

O nome do general teria sido indicado a Bolsonaro pelos também generais Fernando Azevedo (futuro ministro da Defesa), Augusto Heleno (futuro secretário do Gabinete Institucional) e Eduardo Villas Boas (comandante do Exército).

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.