Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Secretário de Esporte de Doria foi demitido da pasta por pedir "dízimo"

Demétrio Vecchioli

2010-12-20T18:12:41

10/12/2018 12h41

Aildo Rodrigues, presidente do PRB de São Paulo (Bernardo Barbosa/UOL)

Na quinta-feira (6), questionado especificamente sobre a possibilidade de nomear um indicado pelo PRB para comandar a secretaria estadual de Esporte, João Doria (PSDB) disse que as indicações de seu secretariado são feitas pessoalmente por ele. "O tempo do 'toma lá, dá cá', terminou", sentenciou. Nesta segunda (10), quatro dias depois, o governador eleito anunciou Aildo Rodrigues, presidente municipal do PRB, como novo secretário da SELJ.

Aildo já foi investigado pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) por cobrar uma espécie de dízimo de funcionários públicos indicados pelo partido, quando era chefe de gabinete da SELJ. Ele nega que o fizesse como chefe de gabinete, mas que essa era uma prerrogativa da tesouraria estadual – no caso, o tesoureiro estadual era o próprio Aildo.

Quando deixou o cargo público em 2016, diversos órgãos de imprensa, incluindo a Folha, noticiaram que Aildo havia sido demitido por cobrar dízimo. Na época, a informação foi confirmada pelo então secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, que recebeu cópia de uma carta na qual Aildo pedia que ocupantes de cargos comissionados fizessem doações ao PRB. "Conversei com o secretário [Jean Madeira] e o [presidente do PRB] Marcos Pereira, porque isso é um absurdo e ele tinha que deixar o cargo", afirmou Aparecido à Folha em fevereiro de 2016.

Na entrevista coletiva desta segunda, Doria negou a versão de Aparecido, que foi um dos articulares de sua campanha ao governo, e disse que Aildo pediu demissão à época por questões pessoais. E que agora volta à secretaria pela sua experiência acumulada tanto na iniciativa privada quanto na secretaria, ainda que Aildo nunca tenha atuado com esporte, exceto pela sua breve passagem pela SELJ.

De acordo com fontes do Olhar Olímpico, desde a semana passada o deputado Marcos Pereira, presidente do PRB nacional, vinha tentando uma aproximação com Doria para garantir que a secretaria ficasse com um indicado do partido. Na prefeitura, o PRB também tem o secretário de Esporte, João Farias, nomeado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) em um momento em que o PRB anunciava a desistência de lançar a candidatura de Celso Russomano para apoiar a candidatura de João Doria ao governo do Estado.

No fim de semana, já com as conversas avançadas, o PRB apresentou alguns nomes, para que Doria escolhesse o secretário. Um deles, confirmado pelo blog, do presidente da Liga de Basquete Feminino (LBF), Ricardo Molina, que foi candidato a deputado pelo PRB de São Paulo e não se elegeu.

Doria, porém, optou pelo nome de Aildo Rodrigues, que é presidente do PRB municipal e é ligado ao deputado Celso Russomano. "Todos estão vinculados a algum partido político. Somos gestores eficientes. O Aildo atuou bastante bem na secretaria de esporte e atuou na elaboração do nosso programa de governo. Ele tem a nossa confiança absoluta para realizar seu trabalho independente de qualquer vínculo político. Não há partilha política", argumentou Doria, ressaltando que o secretário, que é bacharel em Direito e geógrafo, também atuou no setor privado, em um banco e em uma consultoria.

Na quinta-feira, também em entrevista coletiva, Doria havia sido questionado sobre o incômodo que vinha sendo expressado pelo PRB por não fazer parte do secretariado até então, com 17 dos 20 secretários já indicados. "Não há "toma lá, dá cá". Não há indicação de partidos. Há indicação de pessoas. Nenhum dos 17 indicados até agora veio por chancela de qualquer partido. Nem os três próximos serão", havia dito o governador eleito. Depois, reforçou, após mais uma pergunta sobre secretaria para o PRB: "Não há necessidade de secretaria. Temos um conjunto de ações onde a importância de cada partido se manifesta na qualidade do nossa gestão. O tempo do 'toma lá, dá cá" terminou".

O que diz o secretário

Doria nega que a indicação de Aildo seja partidária, mas o presidente do PRB de São Paulo reconhece que teve seu nome apresentado pelo partido ao governador eleito. "(é uma) prerrogativa do governador e da direção da direção nacional do PRB. Meu nome foi indicado e estou muito feliz e muito contente", comentou.

Depois de dizer que "todos os partidos terão espaço" na secretaria, Aildo foi perguntado se o PRB indicará funcionários para cargos de segundo e terceiro escalão. "Isso nós vamos sentar, conversar internamente, submeter ao governador. O primeiro passo é estabelecer um critério de gestão. Chamar profissionais que tenham interesse em gestão conosco", afirmou.

Sobre a denúncia de cobrança de dízimo, afirmou que isso é "assunto superado" e que o inquérito foi arquivado no MP por falta de relevância. De fato, o conselheiro Walter Paulo Sabella recomendou o arquivamento, depois de constatar que "houve doações ao Partido Republicano Brasileiro (PRB), todas de forma voluntária e sem oposição dos funcionários envolvidos".

Ao Olhar Olímpico, Aildo confirmou essas contribuições. "A contribuição partidária é natural de qualquer partido. Eu era tesoureiro do PRB e é prerrogativa do cargo. Qual o problema? Só contribui quem é filiado. A contribuição é voluntária. Quem é filiado e ocupa cargo de indicação partidária, obviamente que é solicitada contribuição. Isso é natural em qualquer agremiação partidária", completou, informando que, como tesoureiro, emitia um pedido de doação para os funcionários que, como chefe de gabinete, ele mesmo havia contratado na SELJ.

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.