Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Doria convida Ana Paula do vôlei para ser sua conselheira política

Demétrio Vecchioli

06/12/2018 12h48

Ana Paula do vôlei (Paulo Camilo/UOL)

Depois de recusar o convite para ser secretária de Esporte do governo do Estado de São Paulo, a ex-jogadora de vôlei Ana Paula vai fazer parte do conselho político do governador João Doria (PSDB). Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (6), o governador eleito revelou que a influenciadora digital será uma conselheira "convidada", participando das reuniões duas vezes por ano.

De saída, gestão França esvazia cofre do esporte com eventos 'fantasmas'

"Ela vai nos ajudar pontualmente vindo a São Paulo duas vezes por ano e participará informalmente do conselho (político), não como membro integrante, mas como membro visitante. Ela é um show, continuo sendo grande admirador. Trouxe várias boas ideias que eu e o Rodrigo (Garcia, vice-governador eleito) registramos, aliás, boa parte já estava dentro do nosso programa e outras do ponto de vista de capilaridade internacional. Ela vai nos ajudar bastante com universidades americanas, onde ela tem uma expressiva influência dado ao fato que há mais de uma década que ela mora nos Estados Unidos."

Na terça-feira, a Veja publicou que Ana Paula havia aceitado convite de Doria para ser secretária, depois de vir de Los Angeles a São Paulo e se encontrar com o governador eleito e com o futuro secretário de Cultura, Sérgio Sá Leitão. O Olhar Olímpico confirmou a informação com membros da equipe de transição e também publicou a notícia.

Pelo Twitter, porém, Ana Paula negou a informação e culpou o Olhar Olímpico por, segundo ela, espalhar uma "notícia falsa". Nesta quinta, perguntado sobre o convite a Ana Paula, Doria indicou que ela chegou a aceitar o convite, como publicou o blog, e depois voltou atrás, influenciada pelo filho, que prefere continuar morando nos Estados Unidos.

"Era nosso desejo contar com ela e inclusive ela veio até Los Angeles, uma viagem longa, para conversar conosco. Tínhamos a intenção de indica-la e por um problema familiar, com seu filho Gabriel, que já joga vôlei…. (Era) uma decisão que ela já tinha materializado. Em uma conversa – que eu e o Rodrigo compreendemos – com seu filho menor ao telefone, ela se sensibilizou a não avançar dentro da proposta que nós tínhamos, e ela também, de assumir a Secretaria de Esporte", detalhou o governador eleito.

Doria, que nesta quinta-feira anunciou o seu ex-secretário municipal de Esporte Jorge Damião como presidente do Memorial da América Latina, já tem anunciados 17 secretários estaduais. Segundo ele, serão 20 – cinco a menos do que atualmente.

Perguntado pelo Olhar Olímpico, o governador eleito disse que a Secretaria de Esporte (SELJ) será mantida e que até terça-feira anunciará o "secretário ou secretária". Ele negou que a indicação possa ser feita pelo PRB, que reclama de espaço no governo e que tem hoje o secretário municipal de Esporte, João Farias. No Estado, a pasta está com o Pros, que indicou o secretário Cacá Camargo.

No Conselho Político de Doria, que vai se reunir mensalmente, também farão parte representantes de diversos partidos que compõem a base aliada do governador eleito: Marcos Pereira (PRB), Guilherme Mussi (PP), Rodrigo Garcia (DEM), Ciro Moura (PTC) e Pedro Tobias (PSDB), além do ministro Gilberto Kassab, seu futuro secretário da Casa Civil.

Conselho do Esporte não deu certo

Quando assumiu a prefeitura de São Paulo, João Doria criou um "Conselho Gestor da Secretaria Municipal de Esporte da Prefeitura de São Paulo, a SEME. Para ele, indicou personalidades do esporte como a ex-jogadora de basquete Magic Paula e o ex-jogador de futebol Raí.

Naquele momento, o tucano recorria à influência da ONG Atletas pelo Brasil, que tem Paula (atual presidente), Raí (então presidente) e Ana Moser (ex-presidente). Tanto que indicou a então secretária-executiva da ONG, Daniela Castro, para ser a sub-secretária de Esporte.

Antes de Doria completar 11 meses na Prefeitura, a maior parte dos conselheiros entregou o cargo, descontentes com a política do tucano no esporte. Em comunicado conjunto em novembro do ano passado, cinco conselheiros entregaram seus cargos. Entre os signatários do texto estava Paulo Nigro, então presidente do LIDE Esporte, braço esportivo do LIDE, empresa que pertence a Doria. Também Daniela deixou a secretaria.

"Ao aceitar o desafio de contribuir com o esporte na cidade de São Paulo, nos propusemos a trabalhar pela melhoria da política municipal e propiciar à população o acesso ao esporte como fator de transformação social. Trabalhamos ativamente como um único time para termos um diagnóstico da SEME e para a elaboração do seu Plano Estratégico de quatro anos e mecanismos de governança", escreveram os agora ex-conselheiros.

"Com o início da execução, constatamos a priorização de eventos pontuais em detrimento às iniciativas previstas no plano que, por serem estruturantes, são implementadas no médio e longo prazo, com métricas estabelecidas de tal forma a garantirem o alcance das metas acordadas. Como a decisão final é da alta gestão e nosso objetivo sempre foi o de contribuir, decidimos pela saída, entendendo inclusive que nosso papel foi cumprido, deixando um forte legado estratégico", continuavam os cinco ex-conselheiros.

Além de Paula e de Nigro, também assinaram os empresários João Paulo Diniz, Fabio Igel e Hugo Scott. Todos foram nomeados por Doria antes mesmo de o tucano chegar à prefeitura. Todos, na ocasião, estavam descontentes com a gestão de Jorge Damião à frente da secretaria. Damião ficou na SEME durante toda a gestão Doria, saindo junto com o hoje governador eleito, para trabalhar com ele na campanha.

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.