PUBLICIDADE
Topo

Jogadores flagrados com prostitutas são suspensos por um ano

Demétrio Vecchioli

29/08/2018 13h40

Deixar a concentração da seleção japonesa de basquete e se envolver com prostitutas durante os Jogos Asiáticos foi uma ideia que custou caro a quatro jogadores da equipe. Dez dias de serem expulsos da delegação e obrigados a comprar do próprio bolso a passagem para casa, nesta quarta-feira (29) eles foram suspensos por um ano pela Associação Japonesa de Basquete (JBA, na sigla em inglês).

Yuya Nagayoshi, Takuya Hashimoto, Takuma Sato e Keita Imamura, todos atletas da segunda divisão japonesa, foram fotografados acompanhados de prostitutas em Jacarta (Indonésia), onde estão sendo disputados os Jogos Asiáticos. A imagem foi publicada em um jornal local e gerou reação imediata da JBA. Os quatro estavam uniformizados e teriam conhecido as garotas de programa na rua, indicados por um japonês que agencia esse tipo de serviço, que é proibido tanto na Indonésia quanto no Japão.

Expulsos da delegação, não contaram com apoio da federação para voltar para casa: tiveram que comprar as passagens com o próprio dinheiro. Em Tóquio, ainda no aeroporto, posaram para fotos com o dorso curvado, pedindo desculpas. No mesmo dia, foram convocados para uma espécie de entrevista coletiva, onde expuseram seus rostos e novamente se desculparam.

Mas não foi só. Nesta quarta-feira veio a suspensão: um ano sem poder atuar no país. Mas também não foram só eles os punidos. O presidente da federação, Yuko Mitsuya, de 60 anos, recebeu um corte de 10% de seu salário pelos próximos três meses, responsabilizado por não ter impedido o escândalo.

 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.

Olhar Olímpico