Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Brasil fecha Mundial Sub-20 de Atletismo com uma prata e um bronze

Demétrio Vecchioli

15/07/2018 17h00

Depois de passar em branco em 2016, o Brasil subiu duas vezes ao pódio no Mundial Sub-20 de Atletismo, disputado em Tampere, na Finlândia. Mirieli Estaili Santos conquistou a prata no salto triplo, neste domingo, enquanto Alison Santos foi bronze nos 400m com barreiras.

Em momento de bons resultados para o atletismo brasileiros, os juniores não conseguiram repetir as boas campanhas de 2010 e 2012, quando o Brasil ficou em 12º e 17º lugares da tábua de classificação, respectivamente. Em Tampere, foi só 21º.

Mireli, que é de Conceição Araguaia (PA), mas foi criada em Sorriso (MT), foi a responsável pelo grande resultado brasileiro. Na final do salto triplo, alcançou 13,81m, melhor marca da carreira, para ganhar a prata. Mireeli tem só 19 anos e agora é a 51ª do ranking mundial adulto. A prova tem Núbia Soares, de 22, em quinto no ranking.

Nos 400m com barreiras, Alison Santos, de só 18 anos, também fez o melhor da carreira: 49s78, para faturar o bronze. Além deles, Pedro Henrique Rodrigues foi quinto no lançamento do dardo e  Lorraine Martins fez final nos 100m e nos 200m, terminando em sexto e sétimo, respectivamente.

Agora o desafio é transformar o sucesso na base em uma carreira da sucesso na elite, algo que os medalhistas brasileiros recentes não têm conseguido. Campeã mundial sub-20 do disco em 2012, Izabela Rodrigues ainda não está na elite mundial, assim como o triplista Mateus Daniel Adão de Sá, bronze em 2014, e a velocista Tamiris de Liz, bronze em 2012. A exceção é Thiago Braz, campeão mundial em 2012 e ouro olímpico quatro anos depois.

Evolução nos 100m

No sábado aconteceu em Bragança Paulista um evento nomeado Desafio Brasil. Nos 100 m, nova demonstração de força dos jovens velocistas brasileiros. O carioca Jorge Henrique Vides (Pinheiros) venceu com 10s09, seguido por Derick Souza (Pinheiros), com 10s13.

O resultado de Jorge Vides é apenas o quinto dentro da casa de 10s0 na história do atletismo brasileiro, o segundo no ano, depois de Paulo André Camilo anotar 10s06 no mês passado.

No ano, agora são cinco resultados abaixo de 10s15: Paulo André (19 anos, 10s06), Jorge Vides (25 anos, 10s09), Derick (20 anos, 10s10), Vitor Hugo Mourão (22 anos, 10s12) e Rodrigo Pereira (23 anos, 10s14).

Na temporada, já são 12 tempos abaixo de 10s15 na temporada para o atletismo brasileiro. Entre 2010 e 2017, o Brasil só havia produzido uma marca assim: 10s11 de Vitor Hugo, em 2016.

 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.