Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Após Copa, COI reabre diálogo com Putin e dá voto de confiança à Rússia

Demétrio Vecchioli

15/07/2018 16h33

Thomas Bach e Vladimir Putin se encontram em Moscou (divulgação)

Chegou a hora de trazer a Rússia de volta à comunidade esportiva internacional. Foi essa a conclusão, revelada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em comunicado de imprensa, de um encontro entre o presidente da entidade, Thomas Bach, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Os dois conversaram em Moscou antes da decisão da Copa do Mundo.

Putin e Bach, que organizaram juntos a Olimpíada de Inverno de Sochi, em 2014, não se falavam pessoalmente desde 2015, quando estourou o escândalo de doping na Rússia. Passados três anos, o entendimento do COI é que houve um esquema estatal de doping, financiado pelo governo Putin.

Em comunicado o COI explicou que os dois líderes discutiram o desenvolvimento do esporte na sociedade na Rússia, especialmente após as sanções tomadas na Olimpíada de Inverno de PyeongChang, onde nenhuma equipe russa foi autorizada pelo COI a competir. "Ambos concordaram que, pensando no interesse dos atletas russos, agora é hora de entrar em um diálogo, olhar para o futuro e trazer o esporte russo de volta à comunidade esportiva internacional", informou o comitê.

Sempre de acordo com o COI, Bach defendeu que a reintegração da Agência Antidoping da Rússia (Rusada) pela Agência Mundial Antidoping (Wada) é de suma importância e informou que o COI vai aconselhar o Comitê Olímpico Russo (ROC) a realizar os passos restantes necessários para permitir que a Rússia "volte a desempenhar um papel pleno e ativo no Movimento Olímpico".

Aproveitando a viagem a Moscou, para assistir à final da Copa (tradicionalmente os presidentes do COI acompanham a partida in loco), Bach também vai se encontrar com o recém-eleito presidente do ROC, Stanislav Pozdnyakov, e outros representantes do comitê, param segundo o COI, restabelecer o diálogo e a cooperação.

Bach ainda deu a Putin detalhes sobre o apoio que o COI está dando a vários novos projetos do ROC, desde seminários educacionais voltados ao desenvolvimento de uma forte cultura antidoping entre atletas, até novos acordos com centros de treinamento em toda a Rússia para oferecer oportunidades para atletas e treinadores. particularmente aqueles das antigas repúblicas soviéticas.

 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.