Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Brasileiro vira o número 2 do mundo no ciclismo

Demétrio Vecchioli

10/07/2018 09h37

(Michele Mondini / Divulgação)

Henrique Avancini continua quebrando barreiras no ciclismo brasileiro. Nesta segunda-feira, quando a União Ciclística Internacional (UCI) atualizou seu ranking mundial do mountain bike, Avancini subiu mais dois postos para se tornar no número 2 da lista.

Aos 29 anos, ele só aparece atrás do suíço Nino Schurter, indiscutivelmente o melhor do mundo na atualidade: é o atual campeão mundial e venceu cinco das últimas seis etapas da Copa do Mundo, sendo vice-campeão da outra.

Enquanto isso, Avancini avançou no ranking com feitos expressivos para o cenário nacional do MTB. Ele foi quarto no Mundial, disputado em setembro do ano passado, e na sexta-feira pela primeira-vez subiu num pódio de Copa do Mundo, com o quarto lugar em Val di Sole, na Itália – na modalidade, o pódio reúne os cinco primeiros colocados.

No MTB é a modalidade olímpica na qual o ranking é mais relevante para o resultado final de uma prova. É que a ordem de largada é definida por este ranking. Assim, a partir de agora, Avancini é no máximo o segundo a largar (se Schurter também estiver inscrito), restando a quem vem de trás sair da trilha para tentar ultrapassá-lo.

"Estou super feliz com essa marca alcançada. Sempre trabalhei muito tempo pensando em crescer e ser melhor, mas nunca tive um número na cabeça. Não sei o que vem pela frente, mas vou continuar trabalhando. É difícil digerir isso, porque não deixei de ter grandes objetivos pessoais. Minha postura como atleta será a mesma, de querer crescer. Às vezes as coisas se concretizam, você sobe no ranking com melhores resultados, às vezes não. Tenho buscado me aprimorar e é uma felicidade enorme ver isso concretizado em uma tabela, em um número. Fico feliz em trazer mais essa alegria para o esporte brasileiro e para o nosso mountain bike. Dia especial para mim", comemorou Henrique Avancini, via assessoria.

 

 

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.