Topo
Blog Olhar Olímpico

Blog Olhar Olímpico

Prefeitura de São Bernardo promete assumir custos para ginástica não acabar

Demétrio Vecchioli

09/05/2018 11h09

Diego Hypilito e Caio Souza, estrelas do time de São Bernardo.

A equipe de ginástica artística na qual treinam os irmãos Diego e Daniele Hypolito não deve acabar. Pelo menos é isso que promete a prefeitura de São Bernardo do Campo (SP), que, em nota, se comprometeu a assumir os custos de manutenção do time caso a Caixa Econômica Federal de fato não renove o convênio de R$ 1,8 milhões ao ano para manter as estruturas e as equipes de atletismo e ginástica artística da cidade. O banco estatal trata a decisão como definitiva.

A primeira versão do contrato foi assinada em 2014, quando o então prefeito Luiz Marinho (PT) conseguiu que a Caixa adquirisse os naming rights do estádio de atletismo e do ginásio de ginástica então recém-reformados, aproveitando o fato de que a estatal também já patrocinava as respectivas confederações. À época, ficou acordado um valor de R$ 1,8 milhão ao ano, que seria usado para a manutenção das estruturas e para bancar equipes de alto-rendimento. A ginástica ficaria com R$ 800 mil.

Foi com esse dinheiro que São Bernardo do Campo, então uma cidade com tradição de exportar jovens revelações da ginástica e que gastava R$ 100 mil por ano com ginástica, passou a contar com Diego Hypolito e Caio Souza. Como os dois já eram da seleção brasileira, o técnico da equipe, Fernando de Carvalho Lopes, também chegou à seleção. Fernando hoje é investigado de ter cometido abuso sexual contra mais de 40 alunos menores de idade.

Ao traçar o planejamento estratégico para 2018, a Caixa decidiu não manter o apoio a São Bernardo, que vence no final de agosto. A decisão foi tomada antes de novas denúncias contra o treinador terem sido divulgadas pelo programa "Fantástico", da TV Globo, no final de abril, e já era de conhecimento da comunidade esportiva, tanto é que a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) não marcou nenhuma competição para o estádio ainda hoje chamado "Arena Caixa", onde ocorreram todos os principais eventos do atletismo brasileiro a partir de meados de 2014. O Troféu Brasil e o GP Brasil serão em Bragança Paulista.

Mesmo assim, inicialmente procurada pela reportagem do Olhar Olímpico, a prefeitura disse, na segunda-feira, que "não recebeu nenhuma notificação oficial da empresa sobre a manutenção ou não do convênio" e que, por isso, não se manifestaria sobre o assunto.

Nesta quarta-feira, o tom mudou. Em nota, o governo municipal disse que "não recebeu nenhuma notificação oficial do Banco sobre a manutenção ou não do convênio", mas que acredita na renovação do novo ciclo de patrocínio. A prefeitura, sob o comando de Orlando Morando (PSDB), porém, promete arcar com os custos no caso de uma necessidade. "Caso haja uma rescisão contratual, a prefeitura garante que dará seguimento ao programa de treinamento, mesmo que com recursos próprios", diz a nota.

No mesmo comunicado, a prefeitura exalta o projeto, que é associado à Associação Desportiva e Cultural São Bernardo (ADC São Bernardo), uma entidade ligada à prefeitura. "Considerando a importância do projeto para o Esporte do Grande ABC e do Brasil, em que grandes atletas olímpicos, campeões mundiais estão inseridos, os quais representam inclusive as seleções brasileiras de suas respectivas modalidades. Além do incentivo aos atletas que estão na formação de base, que querem competir profissionalmente no futuro e tem como exemplo estes grandes nomes do esporte, treinando junto deles, diariamente", completa a nota.

A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) foi procurada na segunda-feira para comentar o assunto, mas não respondeu. O centro de treinamento da Vila Tanque, onde treinam os irmãos Hypolito e toda a equipe de São Bernardo, é oficialmente Centro Nacional de Treinamento da Seleção Brasileira de Ginástica Artística Masculina.

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.

Blog Olhar olímpico