PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

Ministério Público abre inquérito para investigar Del Nero e parceiro

Demétrio Vecchioli

08/03/2018 04h00

(Alan Lima/MoWA Press)

Além da Polícia Civil, o Ministério Público de São Paulo também abriu inquérito para investigar a participação de Marco Polo del Nero, presidente afastado da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em supostas irregularidades cometidas em convênios firmados entre a Federação Paulista de Futebol (FPF) e a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude de São Paulo, a SELJ.

O inquérito foi instaurado ainda em dezembro, pelo promotor de Justiça e Patrimônio Público e Social da Capital, Nelson Luis Sampaio de Andrade. Mas a investigação está a cargo do promotor Marcelo Milani, da oitava promotoria.

Lembre: UOL encontra indícios de que Del Nero fraudou convênios de R$ 6,6 milh

Assim como aconteceu na Polícia Civil, o inquérito foi aberto pelo MP-SP após reportagem do Olhar Olímpico que mostrou supostas irregularidades em convênios da FPF com o governo do Estado. A federação recebeu recursos para organizar torneios amadores e repassou a responsabilidade pelas competições à Sport Promotion, agência de marketing esportiva parceira de longa data de Del Nero.

Para contratar a Sport Promotion, porém, era necessário fazer uma tomada de preços com outros dois fornecedores. A FPF comparou os preços da Sport Promotion com os da empresa de fotografia aberta que pertence à assessora de imprensa da própria Sport Promotion e com uma outra micro-empresa de fotografia. Além disso, boa parte da verba estadual foi parar na empresa de um dos filhos do dono da agência.

Além de Del Nero, aparecem como representados a Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São
Paulo (SEJL), a Federação Paulista de Futebol (FPF), e as empresas Sport Promotion, Luis Felipe Coelho e LaPerez Produções e Filmagens.

Assim como o MP, a Polícia Civil também investiga o mesmo tema. Na semana passada, o Olhar Olímpico revelou que a polícia inclusive já tentou ouvir Del Nero, mas não o encontrou para que fosse intimado. Procurada, porém, a defesa de Del Nero não retornou as ligações da reportagem para comentar as denúncias.

Sobre o autor

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Focado na cobertura olímpica, produziu o Giro Olímpico para o UOL e reportagens especiais para a revista IstoÉ 2016. Criador do Olimpílulas, foi colunista da Rádio Estadão e blogueiro do Estadão, pelo qual cobriu os Jogos do Rio-2016.

Está disponível para críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas no demetrio.prado@gmail.com.

Sobre o blog

Um espaço que olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. Aqui tem destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa.